Informamos que estão utilizando o nome e o CNPJ da nossa empresa indevidamente, oferecendo empréstimos. Caso recebam algum e-mail ou mensagem via WhatsApp não responder, pois se trata de golpe.

Para garantir um excelente atendimento aos nossos clientes durante a delicada situação envolvendo a crise do Coronavírus, estamos atendendo nesse novo Telefone: 11 93802-3666 e WhatsApp: 11 93802-3666.

Sobre a Hoome Credit

Desde sua fundação, a Hoome Credit se caracteriza pela sua proximidade e parceria com seus clientes, procurando atender suas necessidades de forma rápida e adequada. Com atuação no segmento de Factoring, tem como objetivo da empresa o crescimento dos clientes, proporcionando equilíbrio do fluxo de caixa, auxiliando na análise de crédito e de mercado com agilidade e dinamismo.

Empresa de Factoring

Os serviços de Factoring prestados pela Hoome Credit são destinados apenas às pessoas jurídicas, com foco em empresas de micro, pequeno e médio porte, que precisam aumentar seu capital de giro.

Entenda como funciona o Factoring

Você sabe o que é o Factoring e os benefícios que ele pode trazer para a sua empresa? Se você está buscando novas formas de aumentar seu capital de giro de forma segura e eficiente entre em contato. A Hoome Credit é uma empresa de Factoring e oferece serviços como análise de crédito, administração do setor de contas a pagar e receber, assessoria financeira, seleção de riscos e aquisição de direitos creditórios.

Para mais informações, entre em contato conosco





O que é Factoring?

A operação de uma Factoring é um mecanismo de fomento mercantil que possibilita à empresa fomentada vender seu créditos, gerados por suas vendas à prazo, a uma empresa de Factoring. O resultado disso, é o recebimento imediato desses créditos futuros, aumentando assim, o seu poder de negociação.

A Factoring também presta serviços à empresa – cliente, em outras áreas administrativas, deixando o empresário com maior tempo disponível e mais recursos para produzir e vender. O objetivo da empresa de Factoring é o fomento mercantil, visa fomentar, assessorar e ajudar o pequeno e médio empresário a solucionar seus problemas do dia-a-dia.

Partindo das funções desempenhadas pelo Factor no Brasil, a operação de Factoring ou fomento empresarial, baseia-se na compra de crédito, antecipação de recursos não financeiros (matéria prima) e prestação de serviços convencionais ou diferenciados, conjugados ou separadamente, a título oneroso entre dois empresários, faturizador e faturizado.

O conceito formulado por respeitados juristas, a propósito, somente define Factoring em sua modalidade convencional, instituindo ademais condições, como direito de regresso, conjugação ou cumulação de cessão de crédito e prestação de serviços, que limitam e engessam a prática do fomento mercantil. Nesse sentido é a lição de Arnaldo Wald para quem o contrato de Factoring, ou de faturização, consiste na aquisição, por uma empresa especializada, de créditos faturados por um comerciante ou industrial, sem direito de regresso com o mesmo.

O conceito de factoring, proposto pelo presidente da ANFAC (Associação Nacional das Factorings) Luiz Lemos Leite, mostra-se “concessa venia”- equivocado ainda que, recentemente, tenha suprimida a condição – pro saluto- segundo LEITE, factoring;

“É a prestação contínua de serviços de alavancagem mercadológica, de avaliação de fornecedores, clientes e sacados, de acompanhamento de contas a receber e de outros serviços, conjugados com a aquisição de créditos de empresas resultantes de suas vendas mercantis ou de prestação de serviços, realizadas a prazo. Esta definição, que foi aprovada na convenção diplomática de Ottawa – maio/88, da qual o Brasil foi uma das 53 nações
signatárias.”

Denominação do Factoring

Assim como os portugueses, não nos achamos em condições de propor vocábulos originários de nossa língua para designar Factoring, ou Factor. Preferimos o uso da palavra inglesa, como de resto sucede na generalidade dos países. Mesmo na França, onde a lei constrange fortemente o uso público de vocábulos estrangeiros, tentou-se substituí-lo pela palavra “affacturage”, consagrado oficialmente, ainda assim, não conseguiu banir o uso da expressão factoring.

Factoring é o termo em inglês de origem francesa, que remonta o latim face. Factor é aquele que faz. A utilização de termos anglo-saxônicos no domínio bancário e econômico é bastante frequente. Segundo o mestre português Antonio Meneses Cordeiro:

“Ela tem a ver com a mobilidade dos quadros e com a formação anglo-saxônica denominante nos níveis mais elevados. Os restantes, numa osmose linguística típica, tendem a imitá-los. O uso do inglês permite ainda contatos com culturas diferentes: funciona assim, como um esperanto”

Outras expressões, na tentativa de substituir a palavras Factoring, vem sendo utilizadas, despontando nesse sentido as palavras fomento mercantil, e fomento comercial. A “paternização” dessas expressões é reivindicada por Luiz lemos leite, segundo o qual é:

“Fruto de experiências vividas em nossa carreira no banco central e de sólidos conhecimentos venturosamente adquiridos da língua latina, em anos de seminário, tivemos a primazia de lançar a expressão fomento comercial, tradução ideológica do étimo anglo-latino Factoring.”

Como surgiu o Factoring?

No Brasil o fomento mercantil (também chamado de fomento comercial) – Factoring – é uma operação financeira pela qual uma empresa vende seus direitos creditórios – que seriam pagos à prazo – através de títulos a um terceiro, que compra estes à vista, mas com um desconto.

É o Instituto do Direito Mercantil que tem por objetivo a prestação de serviços e o fornecimento de recursos para viabilizar a cadeia produtiva, de empresas mercantis ou prestadoras de serviços, notadamente pequenas e médias empresas. A operação é pactuada em contrato onde são partes a sociedade de fomento mercantil e a empresa-cliente.

O fomento mercantil consiste na prestação contínua, por sociedade de fomento mercantil, de um ou mais dos seguintes serviços a sociedades ou firmas que tenham por objetivo o exercício das atividades mercantis ou de prestação de serviços, bem como a pessoas que exerçam atividade econômica em nome próprio e de forma organizada:

  • Acompanhamento do processo produtivo ou mercadológico;
  • Acompanhamento de contas a receber e a pagar;
  • Seleção e avaliação de clientes, devedores ou fornecedores.

 

O contrato de fomento mercantil poderá prever, conjugadamente com a prestação de serviços, a compra à vista, total ou parcial, pela sociedade de fomento mercantil, de direitos creditórios, no mercado nacional ou internacional.

Por direitos creditórios, entendem-se os direitos e títulos representativos de crédito originários de operações realizadas nos segmentos comercial agronegócio, industrial imobiliário, de prestação de serviços e warrants;

  • Contratos mercantis de compra e venda de produtos;
  • Mercadorias e/ou serviços para entrega ou prestação futura;
  • Títulos ou certificados representativos desses contratos.

 

Popularmente as empresas de Factoring compram títulos, duplicatas, cheques, oriundos de vendas mercantis e/ou prestação de serviços, pagando à vista ao emitente, normalmente cliente da Factoring, e aguardam o vencimento de tais títulos para cobrá-los do sacado, podendo ou não assumir o risco na compra do título.

A jurisprudência atualmente demonstra que o emitente é responsável solidário com o sacado (aquele que deve ser cobrado), sendo assim caso o sacado não venha a pagar o título, o sacador poderá, desde que pontuado, honrar os títulos vendidos bem como as despesas de cobrança. Vale lembrar que por força de contrato cada empresa de Factoring possui um modo de operar, cabendo ao cliente ler o contrato e saber bem ao que está se comprometendo ao assiná-lo.

Origem, Conceito e Denominação

ORIGEM DO FACTORING

O Factoring, segundo alguns doutrinadores, remonta a mais longínqua antiguidade, mas, como bem lembrou Newton de Lucca, é destituída de significação científica a aproximação do factoring moderno com épocas mais remotas da humanidade.

A origem do Factoring, tal que praticamos na atualidade, remonta à partir do século XVI na Inglaterra, juntamente com os descobrimentos marítimos e a colonização Britânica no novo mundo, onde os factors atuavam como representantes – depositários nas colônias (inclusive EUA) para interesses britânicos, recebendo e distribuindo as mercadorias importadas, efetuando a cobrança das mesmas e ainda efetuando antecipação ou adiantamentos aos exportadores ingleses. Mais tarde, com a independência dos EUA, os factors começaram a empregar seus conhecimentos e sua capacidade econômica em benefício dos fabricantes de seu país, especialmente na indústria têxtil.

De acordo com o professor e jurista Jacob Leonis:

Foi em torno de 1960, quando o comércio internacional entrou em uma nova fase de normalidade e em que os grandes bancos americanos irromperam na atividade
do factoring, que se registrou a sua introdução nos países da Europa industrializada.

No Brasil o surgimento do Factoring, naturalmente, confundia-se com agiotagem, pois não se tinha conhecimento e enquadramento adequados dessas atividades. Revela-se, ainda acrescer que os bancos, visando se protegerem e evitarem riscos, dificultavam e ainda dificultam a liberação de recursos, criando mecanismos de seletividade e garantias descabidas, sem contar com enormes burocracias para atender as necessidades das pequenas e médias empresas, não restando outra alternativa a essas empresas, senão buscar sobrevida no mercado paralelo.

Conheça nossos parceiros

Dicas

Benefícios do fomento mercantil

Fomento Mercantil: 5 benefícios para a sua empresa

O fomento mercantil, também conhecido como factoring (não sabe o que é Factoring? descubra no link), é uma prática ...
Como calcular capital de giro

Capital de Giro: veja como calculá-lo e cuide da sua empresa!

O capital de giro é um dos assuntos mais importantes para todos os tipos de empreendedores. Afinal, ele é fundamental ...
Veja como o desconto de duplicatas pode ajudar seu fluxo de caixa

Desconto de Duplicatas: veja como melhorar o seu fluxo de caixa

Se você é dono de um negócio, temos certeza que sabe como é importante cuidar da parte financeira da sua empresa. Ex...